Achou que não ia ouvir mais? vol.5 - Metallica



Antes de tudo, essa é pra pagar o post da música do Dead or Alive (disseram que eu peguei pesado, apesar de ser esse o objetivo)

O ano era 1996 e os senhores acima fizeram o caminho da barbearia. Metallica de cabelos curtos, roupas de grife tocando mais hard rock, menos heavy? ...O mundo viu Kirk Hammet usar maquiagem, Jason Newsted...bom o Jason continuou com cara de bunda mau lavada, Lars Ulrich...bem, Lars Ulrich já era bicha desde a franjinha no ...And Justice.... e o James, ah o James...nada como uns (milhões) dólares no bolso pra deixar o velho discurso do metal na gaveta.

Apesar de todo preconceito com o Metallica versão "Metallica®" eu sempre gostei muito do Load e escuto da primeira à ultima faixa, prefiro bandas que ousam fazer coisas diferentes. Na época ouví uma declaração do Lars de que "Não havia mais nenhuma ilha paradisíaca que ele não conhecesse e já tivesse mergulhado e que o mesmo acontecia com James, não havia espécie de animal que ele ainda não havia caçado, eles não precisavam fazer um segundo Black Albun".

Sei lá, tem banda como o AC/DC que faz há 30 anos a mesma coisa e é bem legal, mas algumas realmente não funcionam tirando xerox dos próprios álbuns e regravando as próprias músicas com letras diferentes. Talvez sem o Load, hoje o Metallica poderia ser lembrado por banda do disco da capa toda preta e nada mais.